5 de mai de 2011

SENADO APROVA AUMENTO DA CARGA HORÁRIA


Garantir a permanência do aluno na escola cada vez mais e mais.

Não importa o que ele faça lá, não importa se ele chega a abrir o caderno, não importa se ele sabe escrever.
Não importa se tem professor, não importa se o professor é bom.
É a ilusão de que a Educação, sozinha, vai resolver todos os problemas da humanidade apenas com as questões de acesso e permanência bem resolvidas burocraticamente.
No caso da rede paulista, essa mudança não afeta em nada a carga horária, que já é maior do que isso há tempos.
Vamos brincar de escolinha?
_________________________________________
NOTÍCIAS

COMISSÕES / EDUCAÇÃO
03/05/2011 - 13h54

Aprovado aumento da carga horária para ensino básico
Em reunião encerrada há pouco, a Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou o PLS 388/07, projeto que aumenta de 800 para 960 horas a carga horária mínima anual para o ensino básico.

A comissão também confirmou, em votação em turno suplementar, a aprovação, com alterações, do PLS 385/07, que aumenta a frequência mínima exigida para aprovação no ensino básico de 75% para 80% do total de horas letivas. Agora, as duas propostas continuarão sua tramitação na Câmara dos Deputados.

(Continua. Para ler a notícia na íntegra, clique aqui.)

Um comentário:

zaratustra-morais.blogspot.com disse...

Hélida, gostei da sua abordagem sobre o tema: aumento da carga horária. Vamos ter que aguardar.
Abraços.