11 de fev de 2010

ENTREVISTA COM PAULO RENATO

Na tarde de ontem o Secretário da Educação participou do SP Chat. Vários assuntos estiveram em pauta: atribuição de aulas, material escolar, uniforme, educação especial, bônus, promoção por mérito, ensino religioso e calendário escolar.
Leia a entrevista na íntegra. Também disponível em vídeo.

12:58  Olá, internauta! Boa tarde! Em instantes iniciaremos mais um SPChat 

12:59  O entrevistado de hoje é o secretário da Educação, Paulo Renato Souza. Iniciaremos em instantes 
 
1:03  Paulo Renato Souza: É um prazer estar com vocês, com todos os internautas no SP Chat.  
1:03  Carlos Alberto Piedade
Campinas
Sou pai de uma criança com autismo e gostaria de saber se a rede pública estadual está preparada para acolher criança com autismo (não verbal). Li um artigo sobre a criação de um centro para autismo. Vocês têm alguma informação?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:03 
1:04  [Comentário de JUNIOR JUNIOR : ]
SENHOR PAULO RENATO, SERÁ POSSÍVEL A APEOESP GANHAR A LIMINAR CONTRA A PROVA DOS OFAS? POIS SOU CONTRA SEU CANCELAMENTO, PASSEI JÁ TENHO MINHAS AULAS ATRIBUÍDAS E NÃO ACHO JUSTO SEU CANCELAMENTO. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:04 JUNIOR 
1:06  Maria Nair
São Paulo

Não lhe preocupa o fato do Ministério da Saúde não prever vacinas contra a gripe A H1H1 para as crianças do ensino fundamental?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:06 
1:06  Paulo Renato Souza: Carlos Alberto, na verdade, nós temos um programa de atendimento aos autistas. Esse programa é feito em colaboração com a Secretaria da Saúde. Portanto, é um projeto educacional, um projeto de saúde que é conduzido de forma conjunta e a inscrição, o pedido de atendimento especializado deve ser feito na Secretaria de Saúde e a partir daí as secretarias se entendem. Nos casos de autismo, em geral, esse atendimento é feito em entidade especializada.

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:06 
1:07  Ewerton da Silva
São Paulo

Sou estudante da rede estadual de ensino e moro no Itaim Paulista. Gostaria de saber a respeito do caderno do aluno: este ano ele vai chegar de acordo como o bimestre e com todas as disciplinas?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:07 
1:08  Paulo Renato Souza: Maria Nair, eu não sou médico e eu, nessa matéria, eu segui e sigo sempre os profissionais da saúde. No ano passado, a Secretaria de Saúde pediu que nós atrasassemos mos o calendário em duas semanas. Eu estive conversando com o Secretario da Saúde na semana passada e ele me explicou que os grupos de risco são as crianças até os seis anos e os idosos. A faixa de jovens desenvolve defesa mais facilmente. Não há vacina para todo mundo. Portanto, nós seguimos a orientação da Secretaria da Saúde. A gripe assustou muito, mas não teve uma incidência muito grave. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:08 
1:09  Reginaldo Roque De Lima
Sao Caetano Do Sul

Como o senhor analisa a educação religiosa, ela deve ser obrigatória?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:09 
1:10  Paulo Renato Souza: Junior, nós, por lei complementar, criamos a prova e dissemos que teriam prioridade, nós escolheríamos professores aprovados. Não haverá esse cancelamento. Nós estamos, obviamente, a Apeoesp entrou com essa ação. Nós estamos seguros e vamos ter todo empenho para cassar essa liminar. 

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:10 
1:11  Paulo Renato Souza: Everton, nós estamos nos programando para isso. No ano passado, houve alguns atrasos, mas neste ano nós estamos trabalhando para que não ocorra nenhum atraso. Os Cadernos do Aluno são os grandes responsáveis pelas melhorias nas avaliações, do Saresp.  Eu credito a melhoria ao currículo, aos cadernos que foram entregue. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:11 
1:12  Sueli Aparecida de Souza
Osasco

Por que o ano letivo da rede estadual começar tardiamente? E por que não colocar mais escola no programa escola tempo intregral?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:12 
1:13  Paulo Renato Souza: Reginaldo, essa é uma polêmica muito grande. Quando eu estava no Ministério da Educação, nós aprovamos a LDB e lá diz que a educação religiosa deve oferecer como ecumênica. É oferecer para o aluno, sem ser uma coisa obrigatória. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:13 
1:14  Paulo Renato Souza: O sentido, especialmente para a escola pública, é dar a noção da religiosidade, a idéia de um ser supremo. Mas eu acho que não cabe à escola pública a doutrinação de uma religião específica. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:14 
1:14  Janice
Taboão da Serra

Como que eu faço para conseguir uma escola para minha filha, que é especial?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:14 
1:16  [Comentário de Manoel de Almeida Matos Manoel de Almeida Matos : ]
Secretario, Existe algum projeto de valorização dos profissionais de educação para 2010 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:16 Manoel de Almeida Matos 
1:18  [Comentário de marcia marcia : ]
Gostaria de saber como vai ser analisada a prova por mérito. Aqueles que não passarem não terão sem aumento? E como será computada essa avaliação? 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:18 marcia 
1:19  Paulo Renato Souza: Sueli, são dois problemas importantes. Por que começa tarde? Nós temos, na rede estadual, um período de atribuição de aula, em que há uma ordem. Não é um processo fácil de ser simplificado. Esse ano nós tivemos dois dias para o curso de promoção, ano que vão não vamos ter porque os concursos acontecerão em julho. Temos também o problema do carnaval. É sempre um exercício a questão do início do ano letivo. Aqui, são 200 mil professores e que tem um certa ordem na escolha das aulas. Você tem que respeitar o calendário, porque isso que na rede estadual o início é depois da rede particular e da municipal. Sobre a escola de tempo integral, eu sou favorável. O que eu não gosto nos programas que já forma desenvolvidos no Brasil é que é uma coisa para poucos. A escola pública tem que ser para todos. Nós teríamos hoje até problema de espaço nas grandes cidades. Nós temos praticamente 5 milhões de alunos. Realmente, é muito aluno. A população não está parada, a população se move. Nas escolas do interior, ali talvez tenhamos espaço para fazer tempo integral. Na Grande SP, é difícil. Os terrenos são ilegais. O problema de terreno na Grande SP não é fácil. Eu acho que nós temos que apontar de termos escola de tempo integral em todas as escolas, como são nos países desenvolvidos. Seria o ideal. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:19 
1:21  Paulo Renato Souza: Janice, ela tem que procurar a escola. Neste caso, procura a escola mais próxima e recebe orientação. Em geral, nós procuramos atendar as crianças com alguma deficiência na própria escola. No caso em que não seja possível, nós temos os convênios com as Apaes, mas aí são os casos mais graves. O ideal é a política da convivência com a diferença, que faz bem para todo mundo. Essa é uma política que eu implantei no MInistério da Educação e desde o governo Mário Covas é política do Estado. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:21 
1:21  Reinaldo Nogueira
Orlândia

Haverá nova oportunidade para escolha e ingresso de supervisores?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:21 
1:22  Paulo Renato Souza: Manoel, eu acho que nós temos um grande projeto que é o projeto de valorização pelo mérito, porque nós criamos uma carreira do professor. Um professor da rede pública poderá a vir a ganha tanto no final da sua carreira quanto um professor-doutor da Universidade de São Paulo (USP). Aqui, nós criamos um sistema, A cada três anos o professor pode se promover, a cada promoção ele ganha um aumento de 25%. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:22 
1:26  Paulo Renato Souza: Márcia, é uma carreira que nós instituímos para sempre, por isso 20% a cada ano será promovido. Num espaço de cinco anos, você pode ter promovido todo mundo. Não é o problema de 20% que pode ser um problema. Isso apenas organiza a fila da promoção. Isto não tem nada a ver com o reajuste de salários. Reajuste de salários é algo que vai depender da política geral do Estado. Isto tem a ver com a valorização do mérito. É uma carreira para o professor. Tivemos a prova. já fizemos a prova. Estamos esperando o resultado. Pelo que nós observamos, a prova foi muito bem avaliada pelo professores. 94 mil professores fizeram a prova, de um total de aptos de 130 mil. Então, tivemos um alta proporção de professores que se inscreveram. É uma carreira que se estabelece ao longo do tempo. As notas para passar são exigentes, mas o prêmio é bom também. Um professor faixa 5 será um professor que poderá orgulhar-se de dominar completamente a sua disciplina. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:26 
1:26  Maria do Socoro Bezerra de Almeida
Guarulhos

Gostaria de Saber qual a política de valorização para o Quadro do QAE. Sou servidora deste quadro e só tenho visto políticas para o QM.

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:26 
1:27  Carlos Alberto Siqueira
Tatuí

Há previsão de quando será pago o Bônus aos professores e funcionários?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:27 
1:27  Paulo Renato Souza: Reinaldo, supervisor são aquelas pessoas que fizeram o concurso de supervisor e agora estão esperando ser chamados. Haverá sim nova chamada. O Reinaldo pode pegar a informação no nosso Departamento de Recursos Humanos (DRU). 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:27 
1:29  [Comentário de Ana Ana : ]
Quando será divulgado o resultado do IDESP 2009? 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:29 Ana 
1:29  Paulo Renato Souza: Maria do Socorro, Quadro de Auxiliares de Ensino (QAE). O bônus, por exemplo, beneficia também o QAE. O bônus é o seguinte: se a escola atingiu a meta, uma combinação e indicadores, tem meta a cada, se a escola atinge a meta ou supera a meta, todos ganham bônus. Não só os professores, mas os funcionários também. A política de valorização do magistério, de fato, está voltada para o quadro do magistério. Não impede, e é minha opinião, que o secretário de escola ter promoção. É uma coisa a cada tempo. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:29 
1:30  Paulo Renato Souza: Os pais de alunos têm acesso. Nós publicamos os resultados de todas as escolas. Isso estará no site da Secretaria (www.educacao.sp.gov.br). Cada escola terá no próprio site toda informação divulgada. Isso será no mês que vem. Com base nele, nós pagaremos o bônus, em março. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:30 
1:31  Wilson Alves da Silva
Pedrinhas Paulista

Sou professor aposentado. Diante das últimas mudanças, gostaria de saber como fica o reajuste salarial dos aposentados. Muito obrigado.

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:31 
1:32  Paulo Renato Souza: No ano passado, para você ter idéia, nós tinhamos entre professores e funcionários 235 mil. No ano passado, 195 mil ganharam. É uma política de realmente estimular a melhoria da aprendizagem dos alunos. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:32 
1:32  Victor Abramovici
São Paulo

Sabemos que a educação no país não é das melhores e que o ensino nas escolas públicas esta deixando a desejar. Como fazer para reverter esta situação? Esta faltando professores competentes para assumir esta função?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:32 
1:33  Paulo Renato Souza: O resultado do Idesp, agora no começo de março, nós divulgaremos. Atédia 28 de fevereiro nós teremos o cálculo do Idesp encerrado. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:33 
1:34  Paulo Renato Souza: Wilson, este é um tema importante, o governo já deu algumas, fez algumas incorporações de gratificações. Eu não quero me comprometer, mas é uma preocupação nossa. Você pode estar seguro que não é por falta de atenção, e eu espero que nós possamos anunciar medidas nessa área também.

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:34 
1:34  Ricardo Santos
Bebedouro

Venho por meio desta solicitar esclarecimentos em relação ao parágrafo 6º do artigo 8º da resolução SE 18 DE 05/02/2010. Somos educadores profissionais em exercício e por causa da categoria não poderemos assumir. Por que não nos incluiu nesse inciso também?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:34 
1:36  Paulo Renato Souza: Victor, é claro que nós não estamos satisfeitos com a qualidade da educação. Na minha visão, se olharmos os últimos 15 anos, nós avançamos, tanto na questão de quantidade. Agora, o que acontece é que se você olha os indicadores de qualidade, não melhorou. Aqui, há um problema na formação dos professores, que não é culpa deles. Na minha visão, o problema está na programa de formação de professores. As faculdades de educação dão muita teoria, muita ideologia e pouca prática. O que nós fizemos? Os professores terão que passar pela nossa Escola de Formação. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:36 
1:37  Paulo Renato Souza: Imediatamente, o que nós podemos fazer é com o currículo, é apoiar o professor na sala de aula com o currículo, vamos criar um método de ensino e isso é o que está dando resultado. É uma situação difícil. Nós temos que melhorar com o sistema funcionando. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:37 
1:38  Angela
São Paulo

Por que a Rede Publica de São Paulo não pode participar da Plataforma Paulo Freire? Com os cursos oferecidos poderíamos ser ajudados a ajudar nossos alunos.

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:38 
1:39  Paulo Renato Souza: Ricardo, é um dispositivo que permite a recondução para 2010 daqueles vinham fazendo um bom trabalho no programa Escola da Família e independe da classificação dos docentes. Todas as diretorias já forma notificadas que, sim, pode haver recondução. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:39 
1:39  Sonia Pisani
Mococa

Senhor Secretário, como ficam as escolas da rede estadual de ensino quanto à questão da segurança?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:39 
1:40  Paulo Renato Souza: Angela, nós temos sim a possibilidade de participar da plataforma Paulo Freire. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:40 
1:40  Ana Paula Silva
São Paulo

Quando teremos melhorias nas escolas para atender alunos portadores de deficiência? As escolas não têm corredores para ir até a sala de aula com cadeira de rodas.

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:40 
1:43  Paulo Renato Souza: Sonia, o problema da violência é um problema da sociedade, mas vem para a escola. Nós temos que lidar com isso. Nós já tivemos, as medidas que nós tomamos no ano passado. Vinhamos num crescendo até junho, A partir daí, as coisas melhoraram. Nós criamos um sistema de acompanhamento, Primeiro, nós preparamos um código de conduta das escolas, como se fosse um capítulo disciplinar do regimento escolar. Essas são as normas. Por outro lado, nós temos procedimentos do que fazer. E temos um site na secretaria onde são registradas todas as ocorrências. Qualquer pessoa pode oferecer uma denúncia. A partir dali, nós vamos atrás desse ano. Agora, a partir desse ano, nós vamos criar equipes. Agora, de fato, o que nós fizemos até agora já melhorou muito. Nós não vamos acabar com a violencia, mas nós estamos procurando dar condições a comunidade escolar para que ela se proteja. Isso é feito diretamente do meu gabinete. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:43 
1:43  Maria Aparecida
São Paulo

As escolas não recebem verba para material escolar dos alunos? Matriculei meu filho no primeiro ano do ensino fundamental e fui obrigada a pagar taxa de R$ 10 de matricula. Recebi lista de material com uma quantidade enorme de itens entre papel higiênico, copos descartáveis, gibi, livros e brinquedos pedagógicos.

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:43 
1:45  Isabel Bacile
São Paulo

Qual a data prevista para a divulgação do resultado da prova dos professores que concorreram ao processo de promoção do quadro do magistério?

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:45 
1:45  Paulo Renato Souza: Ana Paula, na verdade, você sabe que infelizmente a preocupação com a questão da mobilidade é recente e especialmente as escolas antigas têm problemas. As escolas novas, se ela tem um dois níveis, ela tem elevador. Todas as escolas novas cumprem com o requisito da acessibilidade. E nas antigas? Nós fizemos, no ano passado, mais de 8 mil intervenções, parte delas na acessibilidade. É um problema, eu reconheço, mas eu diria. Hoje, a maioria das escolas já tem acessibilidade. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:45 
1:46  Encerramos neste momento o recebimento das perguntas

quarta 10 de fevereiro de 2010 1:46 
1:46  Agradecemos a participação de todos os internautas 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:46 
1:48  Paulo Renato Souza: Maria Aparecida, recebe, nós mandamos o material. Nós mandamos no início do ano um mochila, com o caderno, lápis, borracha. No início das aulas, isso já está na escola. Que a escola solicite mais material ou não, a escola pode solicitar, ela não pode obrigar. Se é obrigatório, é irregular. Isso aí, primeiro, gibis e livros, a escola dá. Nós temos livros que tem escolas em quadrinhos. Ela pode fazer a denúncia no site. Nós já fizemos várias averiguações. Infelizmente, tivemos que afastar algumas diretoras. Muitas escolas adotam uniforme, mas ela não pode obrigar. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:48 
1:49  Paulo Renato Souza: Isabel, nós estamos, nesse momento, no processo de correção. Eu acredito que nós divulgaremos no final desse mês, em março. 
quarta 10 de fevereiro de 2010 1:49 
1:49  Paulo Renato Souza: Adriana, apenas agradecer, as perguntas são esclarecedoras. Nossa obrigação é fazer o melhor possível, melhorar a qualidade da educação. 

Nenhum comentário: