12 de jan de 2010

PAIS DE ALUNOS

Sei que é delicado e polêmico, mas também tenho a certeza de que é necessário tocar no assunto. Todos já passaram por situações inesquecíveis, constrangedoras e inusitadas, por conta da falta de educação critérios de algum pai ou mãe de aluno.

Se meu propósito fosse classificar as famílias difíceis, rapidamente eu listaria "as que não enxergam", "as que não escutam", "as que não dialogam" e "as que nunca têm tempo" (sim, estou sendo muito gentil). Mas as piores e mais prejudiciais são, sem sombra de dúvida, "as que não se importam"; que também são, infelizmente, as que se multiplicaram mais rapidamente nos últimos dez anos.

Mas é claro que existe uma máscara política, ninguém aqui é idiota.  Dentre tantas ações, vou me limitar em citar apenas a Progressão Continuada - que promove para a série seguinte o aluno que não abriu o caderno durante todo o ano, mas foi frequente - e o Bolsa Família, que dá dinheiro em troca da frequência escolar. Não seria mais ético que a promoção fosse conquistada e o dinheiro fosse dado em troca do boletim escolar? Mas não, preferem reforçar a idéia de que não importa o que o garoto vai fazer na escola, o importante é que vá!

Pra quem está disposto a encarar o problema de frente na tentativa de fazer alguma coisa para mudar, sugiro o vídeo abaixo, repleto de celebridades globais, para ser trabalhado com os pais em reunião. Pode ser um bom início.

Sei que dá trabalho, sei que leva tempo, sei que aquela mãe que mais precisa ir, nunca vai à reunião.
Mas também sei que não dá pra ficar do jeito que está.

Boa revolução!







E este vídeo, para uma reflexão junto aos professores:



Em tempo: os vídeos são apenas meios pra tocar no assunto e fomentar um debate proveitoso - isso não significa que concordo com tudo que está publicado neles, ok?

Nenhum comentário: